LANÇAMENTOS | CLASSICLINE

Esse mês a Classicline traz o clássico premiado da atriz e diretora Barbra Streisand Yentl e mais uma dezena de clássicos:

YENTL

“A lendária Barbra Streisand explora novos limites dos seus talentos extraordinários como coautora, produtora, diretora e atriz de Yentl. O resultado, segundo as revistas The New Yorker e Newsweek, é “um feito glorioso, corajoso e muito inspirador”.Yentl é o _ lme mais pessoal e impressionante de sua carreira. Após a morte do seu pai, Yentl (Streisand) só tem uma ambição na vida: ir para a faculdade e estudar. Mas, naquela época, o lugar de uma mulher era em casa, e estudar era coisa para homens. Yentl então arriscava tudo em nome da paixão insáciavel pelo estudo: finge que é homem, ingressa na universidade e realiza o seu desejo proibido. Mas, em um lugar onde até a mente mais determinada pode ser traída pelo corpo, por quanto tempo Yentl será capaz de manter seu segredo bem guardado dos seus novos amigos e do rapaz por quem se apaixonou? “

O VERÃO DE 42

Aos quinze anos de idade, Hermie (Gary Grimes) vai passar as férias na praia. Durante esta viagem, ele procura respostas para suas dúvidas sobre a vida, a guerra, o amor e o sexo. Com a cabeça repleta de interrogações e sonhos, Hermie conhece uma mulher mais velha (Jennifer O’Neill) e fica apaixonado. Começa assim, uma intensa relação onde Hermie busca aprofundar seu conhecimento sobre o mundo. E ela, por sua vez, busca no jovem adolescente, o amor ausente de seu marido que partiu para a Guerra. Sobre este tema, o diretor Robert Mulligan faz uma belíssima poesia cinematográfica, relatando com sensibilidade o despertar de um jovem para o amor. A inesquecível trilha sonora, ganhadora do Oscar, composta por Michel Legrand e a bela fotografia fazem deste filme uma obra que retrata com perfeição o clima daquela época. Dentro de uma atmosfera romântica e sensível, Verão de 42 se transforma numa apaixonante história de amor, onde desejos, sonhos e descobertas se misturam em um verão mágico e inesquecível. “

QUATRO DESTINOS

“Baseado no livro “Mulherzinhas”, de Louisa May Alcott, Quatro Destinos é considerada uma de suas melhores adaptações para o cinema, e foi a maior bilheteria do ano de seu lançamento. Tendo como pano de fundo a Guerra Civil americana, o lme relata o crescimento de quatro irmãs e sua mãe, que juntas tentam vencer os períodos difíceis e a pobreza enquanto o patriarca da família serve com o exército confederado. Envolvimentos amorosos, desencontros, tristezas e alegrias farão parte da vida delas. Amy (Elizabeth Taylor) é a egoísta, Meg (Janet Leigh) a romântica, Beth (Margaret O’Brien) a mais jovem e tímida, e Jô (June Allyson) a escritora.”

JASÃO E O VELO DE OURO

Na Grécia antiga, Jasão (Todd Armstrong), no intuito de retomar o trono do reino de Tessália, que lhe é devido por nascimento, parte em busca do Velo de Ouro, o símbolo de que os deuses não abandonaram a cidade. Assim, ele parte em busca de uma equipe corajosa o suficiente para acompanhá-lo em sua missão. Durante a viagem, enfrentam muitos perigos, como o Titã Talos – uma gigantesca estátua de bronze que os ataca; salvam o cego Phineas da tortura das Hárpias – mulheres-pássaros que roubam sua comida todos os dias; encontram o deus Netuno (William Gudgeon); resgatam a sacerdotisa Medea (Nancy Kovack) de um naufrágio; entre muitas outras aventuras. Quanto mais Jasão se aproxima da conquista do Velo de Ouro, mais os perigos aumentam… “

O GALANTE MR. DEEDS

O simples e honesto escritor interiorano Longfellow Deeds (Gary Cooper) recebe uma herança milionária de seu tio, sendo obrigado a deixar sua vida em Mandrake Falls e partir para Nova York, onde lidará com pessoas que só pensam em se aproveitar de sua fortuna e humildade. Ele se envolve em um romance com uma esperta jornalista (Jean Arthur) e se torna alvo de implacáveis homens de negócio e parentes. Mas Mr. Deeds provará que tem um coração de ouro, e sua humildade e bondade se tornarão uma lição de vida para todos.

DE CANIÇO E SAMBURÁ

Peter Ingersoll (Jerry Lewis) é uma pessoa realizada: tem uma casa, uma linda esposa (Anne Francis), dois filhos, um cachorro e um ótimo trabalho. Além de tudo isso, sua pessoa de confiança e melhor amigo é o médico Scott Carter (Peter Lawford). Inesperadamente, após um exame, Peter recebe do Dr. Carter a notícia de que sua vida está com os dias contados. Por insistência da esposa, ele aproveita os seus últimos dias viajando e gastando montes de dinheiro no cartão de crédito. Quando o estrago já está feito, o Dr. Carter, lhe diz que, na verdade, o exame teve resultados errados e ele não está morrendo, o que os leva a bolar um plano mirabolante para forjar a sua morte, mas que pode gerar muito mais confusão do que eles poderiam imaginar!!

ESCÂNDALO NA SOCIEDADE

Adaptado para a tela por John Michael Hayes do best-seller de Harold Robbins, o filme segue os eventos que acontecem quando Luke Miller (Michael Connors) descobre que sua filha, Danielle (Joey Heatherton), foi presa por assassinar o amante de sua ex-mulher Valerie (Susan Hayward). Com o desenrolar do julgamento de Danielle, toda a sujeira do passado da família é trazida à luz do dia, e Luke é forçado a enfrentar e reviver vários dos eventos dolorosos que levaram ao estado atual da família. Também estrelado por Bette Davis como a mãe de Valerie, “Escândalo na Sociedade” concorreu ao Oscar e ao Globo de Ouro de Melhor Música pela canção-título do filme: “Where Love Has Gone”.

LEGIÃO INVENCÍVEL

Em 1876, logo após o massacre do Little Big Horn, existe a ameaça da reunião de grandes tribos de índios numa guerra contra o Exército americano. Nesse momento crítico, a poucos dias de aposentar-se, o capitão Nathan Cutting Brittles (John Wayne) descobre que os índios atacaram um pelotão. A guerra contra os indígenas parece iminente e ele parte em uma última patrulha em busca de guerreiros índios, mas seus planos podem ser atrapalhados pela urgência em manter as duas mulheres que estavam no Forte, Abby Allshard (Mildred Natwick) e Olivia Dandridge (Joanne Dru), em segurança. Este é o segundo e o único colorido filme da “Trilogia da Cavalaria” de John Ford, que ainda conta com Sangue de Heróis (1948) e Rio Bravo (1950). O filme se tornou a maior bilheteria da RKO Pictures e atualmente permanece reputado como um clássico do gênero. Com excelente fotografia, que valoriza a paisagem do Monument Valley, venceu o Oscar® em 1950.

RIO GRANDE

“Com o fim da Guerra Civil, o tenente-coronel Kirby Yorke (John Wayne) segue para Rio Grande (conhecido como Rio Bravo pelos mexicanos), onde deverá enfrentar os índios Apaches. Um dos novos recrutas que chega para ajudar na missão é seu filho, Jeff (Claude Jarman Jr.), que ele não via há quinze anos. Outro recruta é Tyree (Ben Johnson), um fugitivo da lei por ter matado um texano em duelo. Os problemas se multiplicam quando Kathleen (Maureen O’Hara), sua ex-mulher, surge para levar o filho de volta para casa e o confronto com os índios fica a cada dia mais violento. Este é o terceiro filme da “Trilogia da Cavalaria” de John Ford, que ainda conta com Sangue de Heróis (1948) e Legião Invencível (1949). “

NATAL BRANCO

“Após a Segunda Guerra, dois excompanheiros de exército Bob Wallace e Phil Davis (Bing Crosby e Danny Kaye) formam dupla de cantores-dançarinos. Em turnê pelos EUA, eles encontram seu ex-comandante, o majorgeneral Thomas F. Waverly (Dean Jagger) à frente de uma hospedaria, enfrentando problemas financeiros devido à falta de neve. Eles têm, então, a ideia de promover um show no hotel, para atrair hóspedes. A trilha sonora assinada por Irving Berlin inclui os sucessos ‘’White Christmas’’ e ‘’Count Your Blessings Instead of Sheep’’, indicada para o Oscar de melhor canção.

Deixe seu comentário:

Deixe um comentário