Depois de tanto tempo e de tanta expectativa, temos de volta Game of Thrones. E esse primeiro episódio já começou trazendo polêmicas e dividindo opiniões. Teve golpe, teve magia e teve peitinhos!

            Ele começa em Castelo Negro com o Fantasma uivando e o Jon Snow desfalecido. O que já leva a primeira dúvida, por que os patrulheiros não o queimaram após o massacre? Já não é sabido que os mortos voltam? Minha primeira ideia era de que os assassinos estivessem encobertando o crime, mas logo depois eles confessam. Aí não dá mesmo para saber o que querem.

            Ainda na patrulha, temos Sor Davos e poucos patrulheiros fiéis protegendo o cadáver de Jon. Além da desapontada Mulher Vermelha tendo mais uma de suas visões negada (ou não).

            Enquanto isso, ainda no Norte, Ramsay Bolton ganha a batalha com Stannis, mas perde seus mais preciosos brinquedos (Sansa, Fedor e Miranda), além de tomar um baita esculacho do pai. Mas vemos que ele é favorável ao aproveitamento sustentável de carnes.

            Os bem alimentados cães de caça dos Bolton saem em perseguição de Sansa e Theon, que tenta ludibriar os soldados com um papinho furado, mas os cães além de bem alimentados, não são burros, e encontram a Sansa rapidinho. Quando tudo parece perdido e Fedor já sente a faca do Ramsey no lombo, surge Brienne “i’m no man”, para acabar com a palhaçada. Ela foi tão súbita, que até os cachorros fugiram… Aí rolam juramentos e sororidade e Brienne finalmente cumpre parte do seu juramento feito há duas temporadas.

            Em Porto Real, a Rainha Má, ops, Cersei, recebe o corpo de sua filha, mas já perdeu tanta gente que nem chorou mais. E o lenga-lenga com o Jamie continua, na parte mais arrastada do episódio. Margaery continua linda e presa (queria saber que xampu que ela anda usando), mas ainda não confessa ao Alto Pardal.

            Do outro lado do mar estreito, Daenerys “meu corpo, minhas regras” é levada a um novo Khalasar. Lá, passa meia hora dizendo seus títulos e o Khal Moro só ri. Mas basta citar o “Drogão” que, “ah, beleza, então ninguém te põe a mão, mas vai ter que ir para Vaes Dothrak… não tem jeito”. A pergunta que ficou no ar é, por que diabos não falou isso logo que foi capturada? Estava precisando fazer caminhada?

            E aí, em Meereen, Tyrion está passando vergonha com seu valiriano e assustando as pessoas querendo comer bebês. Ele e Varys percebem que a chapa da Daenerys está esquentando (não que seja problema para ela) e seria bom que ela voltasse logo.

            Teve golpe! As “fantásticas lutadoras” Serpentes de Areia conseguem matar um super guerreiro (Areo Hotah) e o Príncipe com uma adaguinha e ainda se teletransportam para o navio para matar o outro herdeiro!

            Esse núcleo de Dorne foi o que deixou mais claro que a série vai ser uma obra e o livro outra. Não adianta chorar. Mas e quem vai governar? Apesar da linha sucessória de Dorne não depender de gênero, todas as pretendentes são bastardas. Não dá mesmo para saber o que virá.

            O primeiro crossover GOT/Marvel é apresentado com a Garota Cega (Arya) e seu treinamento a la Demolidor. Realmente não sabia que o Stick era devoto do Deus de Muitas Faces.

            Nesse ponto, temos que voltar para Muralha para o momento mais WTF? do episódio. Diante do espelho, espelho meu, Melisandre se despe, de tudo, inclusive de sua aparência. É revelada sua verdadeira face, uma senhora bem idosa, que nada tem da beleza sedutora da sacerdotisa. Eu, pessoalmente gostei muito dessa revelação, fazendo um paralelo incrível com mitologias de bruxas. Existiam indicações disso nos livros e também na série. A dúvida que ficou no ar é se o rubi do colar seria sua fonte de magia, e aí temos um furo de roteiro no episódio 7 da 4° temporada. Ou se outros atributos também auxiliam na manutenção dessa ilusão, como as poções, por exemplo. Ela menciona, no episódio citado acima, que as poções são responsáveis pelas ilusões… Por enquanto, é o que me parece mais plausível.

Mas o que será que essa revelação irá trazer? Ficará a Melisandre mais poderosa? Será que já é um indício da volta do Jon? Teremos Azor Ahay?

Esse episódio não apresentou muitas resoluções, na verdade trouxe mais perguntas e aumentou a expectativa do que está por vir nos próximos episódios. Agora é esperar!


Aproveite e conheça o Cozinha dos Tronos:

Deixe seu comentário:

Deixe um comentário