Lançamentos: Classicline

Este mês a distribuidora Classicline traz lançamentos imperdíveis:

A Marca da Maldade

Título Original: Touch of Evil
Ano de produção: 1958
Direção: Orson Welles
Elenco: Charlton Heston, Janet Leigh, Orson Welles
Extras: Trailer, Documentário  sobre Orson Welles

Ramon Miguel Vargas (Charlton Heston) é um chefe de polícia mexicano que está em lua-de-mel com sua mulher Susan Vargas (Janet Leigh) numa cidadezinha fronteiriça com os EUA. Quando um crime acontece, Ramon se confronta diretamente com Hank Quinlan (Orson Welles), o capitão da polícia local corrupto, tirânico e com um registro de prisão perfeito. Vargas suspeita que Quinlan plantou provas para realizar suas prisões, e ele não deixará que isso aconteça novamente. Quinlan, cuja obsessão com a justiça é motivada pelo assassinato de sua esposa, é igualmente determinado a manter Vargas fora de seu caminho, e ele faz um acordo com o chefe do crime local Uncle Joe Grandi (Akim Tamiroff) para encriminar Susan, levando a uma das muitas sequências verdadeiramente angustiantes do filme.

Cimarron

Ano  de Produção:  1960
Dirigido por:  Anthony Mann
Elenco: Glenn Ford, Maria Schell e Anne Baxter
Extras: Trailer, Cartaz Original

Quarenta anos da história norte-americana, em um período compreendido entre 1889 e 1929, são vistos através dos olhos de Yancey Cravat, um editor de jornal e o homem da lei de Oklahoma. Em 1889, o advogado, ex-jornalista e aventureiro Yancey “Cimarron” Cravat (Glenn Ford) se casa com Sabra Cravat (Maria Schell) e resolve retornar ao Oeste, tentando conseguir as terras com as quais sonhara construir um rancho e criar gado, aproveitando a “Corrida do ouro” iniciada com a concessão do governo americano de vários hectares de Oklahoma para a colonização.

Durango Kid – A Caverna do Diabo

Título Original: Streets Of Ghost Town
Ano de Produção: 1950
Dirigido por: Ray Nazarro
Elenco: Charles Starret, Smiley Burnette, George Chesebro

O Durango Kid Steve Woods (Charles Starrett) , Smiley (Smiley Burnette), e o Xerife chegam à mina de uma cidade fantasma procurando ouro desaparecido. Em FIashback, Steve conta a história de Bill Donner (George Chesebro), um ladrão que traiu seus próprios parceiros de gangue para manter para si a fortuna roubada. Donner, agora cego e na cadeia, se recusa a dizer onde está o ouro escondido.

O Sombra

Titulo Original: The Shadow
Ano de Produção:  1940
Seriado com 15 episódios
Elenco:  Victor Jory,  Veda Ann Borg

Sombra é um seriado dividido em 15 capítulos. Foi dirigido por James W. Horne e estrelou Victor Jory e Veda Ann Borg, veiculando nos cinemas estadunidenses a partir de 2 de janeiro de 1940. Baseia-se na clássica série de rádio e revistas, apresentando o personagem O Sombra, criado por Maxwell Grant (pseudônimo de Walter B. Gibson). Em suas aventuras, O Sombra enfrenta um vilão conhecido como O Tigre Negro, que tem o poder de tornar-se invisível e está tentando dominar o mundo com o seu raio da morte.

Capítulos

  • A Cidade Condenada
  • O Sombra Ataca
  • O Perigo Do Sombra
  • Na Cova Do Tigre
  • Guerra No Ar
  • O Alçapão Do Sombra
  • Onde O Horror Espera• A Sombra No Trem
  • O Diabo Branco
  • O Alçapão Subterrâneo
  • Noite No Bairro Chinês
  • A Máquina Da Morte
  • As Rodas Da Morte
  • O Quarto Misterioso
  • O Sombra Fecha O Cerco

Papai Pernilongo

Título Original:  Daddy Long Legs
Ano de Produção: 1955
Dirigido por:  Jean Negulesco
Elenco:  Fred Astaire,  Leslie Caron, Thelma Ritter e Terry Moore
Extras: Trailer

O despreocupado milionário americano de meia-idade Jervis Pendleton III (Fred Astaire) se encanta com a graciosa jovem órfã de 18 anos, Julie Andre (Leslie Caron). Ele então resolve ajudar a moça anonimamente através do consulado, lhe oferecendo uma bolsa de estudos completa. Apesar de não conhecê-lo, as outras crianças o descrevem para Julie como um “velho de pernas longas, como um pernilongo”, ela passa a lhe escrever mensalmente, chamando-o de “Papai Pernilongo”. Jervis não lhe responde e se esquece da garota, mas seus empregados Griggs e Alícia se comovem com as cartas e querem que o patrão escreva em resposta. Jervis então finalmente lê as cartas (depois de dois anos) e resolve se encontrar com a garota através da sobrinha, que é amiga da garota, sem lhe dizer que é o seu benfeitor anônimo.

Violetas Imperiais

Edição Especial Colorizada
Título Original: Violetas Imperiales
Ano de Produção: 1952
Dirigido por: Richard Pottier
Elenco: Carmen Sevilla, Luis Mariano e Simone Valére
Extras: Video Clipes de Fotos e todas as canções legendadas

Durante um passeio por Sacromonte, a cantora e cigana Violeta (Carmen Sevilla) lê a mão da bela jovem Eugênia de Montijo (Simone Valère), onde vê que um dia ela se tornará imperatriz. Algum tempo depois, Violeta se muda para Paris, onde se estabelece como criada pessoal de Eugênia, agora imperatriz da França e casada com Napoleão III (Louis Arbessier). Junto a Eugênia, vive seu primo, Don Juan de Ayala (Luis Mariano), um belo galanteador que, ao se apaixonar a primeira vista por Violeta, resolve conquistar o seu coração de cigana.

Deixe seu comentário:

Deixe um comentário