Opinando: Noturno (A Trilogia da Escuridão)

A Trilogia da Escuridão é uma série de livros escritos por ninguém menos que Guillermo del Toro e Chuck Hogan. E assim como todo material feito pelo cineasta mexicano, a qualidade desta obra está acima do padrão. Prova disso é a recente adaptação da trilogia para televisão que teve um sucesso tão grande quanto os livros.

Noturno se acompanha Ephraim Goodweater, um médico especializado em controle de doenças que se depara com um surto aparentemente virótico tornando as pessoas em vampiros, na falta de uma palavra melhor. E é nesse ponto que o livro de Del Toro se diferencia tanto das outras obras do gênero, o vampirismo é tratado como um agente patológico, é estudado, há explicações científicas sobre o porque de todos os comportamentos e adaptações da vítima.

Mas a trama evolui e adapta como os vampiros da série, ao ter um personagem conhecido como Mestre apresentado, que é a origem do vírus e o verdadeiro cabeça por trás do surto. E é aí que a opinião dos leitores se divide, alguns amam o misticismo inserido no meio do caminho, outros como eu se decepcionam, pois queriam ciência e mais ciência até o fim da obra.

Relevando esse ponto, o que é fácil, alguns momentos do livro mesclam bem o misticismo e ciência, e a trama flui com personagens são carismáticos. Não só os principais, como diversos secundários. Ainda não cheguei ao segundo livro para julgar a obra como um todo, mas eu estou maluco para ler os outros dois antes que eu estrague minha experiência ao assistir a série, que também mora no meu coração.

Deixe seu comentário:

Deixe um comentário