Opinando: The Simpsons Guy

O crossover que tantos esperavam, ou não, finalmente aconteceu. The Simpsons Guy é o primeiro episódio da 13ª temporada de Uma Família da Pesada, onde os Griffins e os Simpsons se unem para um especial de 45 minutos.

Primeiramente, este é um episódio de Uma Família da Pesada, ou seja, mesmo que haja a presença dos Simpsons e piadas com seus clichês, o humor é o típico da série de Seth MacFalane. Com isso a família amarela de Matt Groening parece deslocada em situações hilárias nas quais nunca a veríamos, como Homer dançando semi-nu e “sensualmente” num lava-rápido, a piada do posto de gasolina ou a pancadaria homérica com Peter Griffin. Isso pode incomodar os fãs exclusivos de Simpsons, mas para os que gostam dos dois como eu, pode haver uma estranheza que é facilmente relevada.

Como crossover pouco é bobagem, ainda temos no episódio participações das séries Bob’s Burguer, Cleaveland Show, American Dad e Flintstones. Obviamente que há diversas alfinetas entre essas séries, assim como Homer se gabando de seus Emmys, Peter dizendo que Os Simpsons é uma droga e diversas comparações entre personagens culpando Uma Família da Pesada por plágio. Tudo num ritmo descontraído que alfineta, mas não machuca.

Agora o que machucou algumas pessoas foi o trote que Stewie deu no Moe. O Parents Television Counsil (Conselho Televisivo de Pais) parece ter algo contra dizer “Moe, sua irmã foi estuprada” em rede nacional. Não vou dizer que está certo, mas também vale lembrar que Uma Família da Pesada não é uma série infantil e é famosa por situações como essa (vide a canção “Down Syndrome Girl”).

Enfim, o episódio foi hilário, ácido e muito inteligente ao colocar os clichês de cada série, sem forçar a barra. Além de ter deixado bem claro que isso não é algo que nunca veremos novamente. Apesar de que se a repercussão e o retorno financeiro forem bons, eu duvido que se contenham.

Deixe seu comentário:

Deixe um comentário