Opinando: Os Mercenários 3

Quando eu vou assistir um filme da franquia Mercenários, eu não espero por uma história, reviravoltas de roteiro ou grandes atuações, apenas cenas massivas de ação. Infelizmente, Os Mercenários 3 pecou no único ponto que devia brilhar.

Alguém em algum momento achou que transformar Os Mercenários num filme com restrição 12 anos seria uma boa ideia. Não foi. As cenas de ação que deveriam ser épicas, monstruosas e chocantes, não passam de tiroteios chinfrins sem tensão, sangue ou mortes pelo lado dos “mocinhos”. Somando essa classificação etária com uma equipe de Mercenários formada por jovens, acredito que estas decisões foram para abranger o público que antes era apenas de adultos que curtiam os brucutus dos Anos 80 e 90.

Só que é aí que outro problema surge. Os novos personagens são péssimos, sem carisma ou destaque. Com exceção da Ronda Rousey que além de estar linda, proporcionou as melhores cenas de luta do filme. E quando digo as melhores, digo que foram melhores que as dos atores novos e velhos juntos. Lutas cheias de cortes, mas ainda assim as melhores.

Como se isso não fosse o suficiente para me fazer desgostar do filme, o melhor personagem da franquia, Hale Caesar (Terry Crews), é retirado do filme logo de cara, enquanto Harrison Ford também é subaproveitado em péssimas cenas de helicóptero. 50 minutos do filme são dedicados para apresentar personagens que logo em seguida são descartados. Ortiz simplesmente desaparece no final do film. E claro, a relação entre Barney (Sylvester Stallone) e Natal (Jason Statham) ficou tão fraca quanto poderia ficar.

Para não dizer que só há pontos ruins, Antonio Banderas faz um alívio cômico excelente, o dublê do Kellan Lutz faz uma boa cena de moto, Wesley Snipes ainda sabe fazer Parkour e os fãs das antigas vão sacar diversas referências como Schwarzenegger dizendo a marcada frase de Predador, “Get to the chopper”. Infelizmente isso não é o suficiente para compensar as cenas de ações fracas. No fim o filme me deixou com a sensação de ter assistido um filme genérico ruim da Sessão da Tarde. Definitivamente, algo precisa ser mudado para a franquia sobreviver.

Deixe seu comentário:

1 COMENTÁRIO

  1. Aff… Isso é o que dá essa geração criada a leite com pera e ovomaltino e docinho caramelado na geladeira ver esses filmes. Os comentários são os maiores mimimi de baitola. O filme não é o supra sumo, mas diverte. Pra mim, nota 8 e dane-se!!!

Deixe um comentário