Por que Super Hero Taisen não faz sucesso como Os Vingadores?

Em 2012, a Toei Company lançou um filme que reunia suas duas maiores franquias de super-heróis e fez um grande sucesso nas terras nipônicas. É interessante pensar por que Super Hero Taisen é tão diferente de outros filmes de super-heróis. Tenha em mente que não vamos considerar marketing, preconceitos, verbas ou teorias conspiratórias, mas apenas o que o filme oferece.

1) Tudo é simples demais
Em Os Vingadores, você vê claramente os personagens se desenvolvendo. Eles questionam suas ações, entram em conflito com outros pontos de vista e colocam em prática sua moral de acordo com a situação. São ações que fazem o público pensar porque não há uma resposta certa.
Já em Super Hero Taisen, os personagens se desenvolvem, mas não há impacto significante na trama. Questões como o preconceito são facilmente resolvidas com diálogos e seu universo é maniqueísta, pois os vilões não têm motivação nenhuma para querer dominar o mundo além de serem malvados. Você não sente que conheceu ninguém direito porque o foco do filme é a aventura em si.

2) Verossimilhança
Quando falamos sobre isso, não quer dizer que o filme representa a realidade, mas cria uma narrativa capaz de convencer o público de que algo faz sentido ou é possível. Em Homem de Ferro, você vê Tony Stark como um gênio tecnológico capaz de construir qualquer coisa, por isso faz sentido no filme que ele possa construir a armadura do Homem de Ferro. Obviamente na realidade é impossível (ainda), mas no filme é verossimilhante porque essa é a realidade do filme.
Porém, em Super Hero Taisen você não faz ideia de como uma coisa ou outra é possível ou como funciona. Vagamente o filme explica os poderes dos heróis, mas tudo se resume à mágica ou super-tecnologia. Por isso o filme não é verossimilhante. Ele cria um universo interessante, mas muda suas regras quando for conveniente, tornando quase tudo inacreditável. Novamente, uma coisa é falar que um cara recebeu um super soro e ganhou habilidades físicas sobre-humanas, outra coisa é falar que dois caras colocam dois pen-drives em cintos que convertem as energias místicas do centro da Terra em uma armadura unindo a mente de um ao corpo do outro.

3) Fanservice
Esse é um termo para falar de elementos do filme que agradariam só os fãs, deixando o resto do público a ver navios. Por isso, Kamen Rider Black falando “Pare, Nobuhiko” é um fanservice porque: não acrescenta em nada na trama; não foi explicado anteriormente; e só fãs vão gostar. Fanservice nada mais é que uma piada interna que atinge o emocional dos fãs e estes, por sua vez, se sentem especiais por entenderem algo que a maioria não vai. Super Hero Taisen é um completo fanservice que te força a preencher dezenas de buracos na trama e simplesmente aceitar o que vier.

Então, o objetivo desse texto foi criticar tokusatsu e seus fãs? De jeito nenhum. Apenas mostrar elementos do material em si que dificultam seu acesso a nossas terras ao invés de culpar o PT, a Globo, os EUA ou qualquer outra corporação. Quando seu material é voltado especificamente às crianças japonesas, não há marketing que o faça ser um sucesso mundial.

Deixe seu comentário:

2 COMENTÁRIOS

  1. Tem também o seguinte problema: a quantos anos um tokusatsu de verdade não é exibido em canal aberto no Brasil? Se você perguntar a uma criança de hoje, o que é kamen rider é impossível que ela saiba (a não ser que tenha um parente fã de tokusatsu). Diferente de antes que os tokusatsus eram apresentados em canal aberto fazendo a alegria da criançada (teve jaspion, cybercops, changeman, flashman, giban, ultraman….). Hje em dia, mesmo se fosse um filme não direcionado apenas a fãs seria complicado ter alguma abertura aqui… por favor não citem power rangers KKKK….

    Se você perguntar a qualquer um que foi criança entre os anos 80 e 90 vai ser dificílimo encontrar alguém que não conheça esses heróis. Isso facilita as coisas, pois já há uma identificação por parte do público. O personagem não soa como um completo alienígena.

    Para se ter idéia na época eles eram tão conhecidos que se tornaram parte da cultura popular da época (e não foi só no Japão).

    No caso dos Vingadores que são heróis difundidos constantemente, você não precisa que lhe expliquem o surgimento do hulk, por ex, afinal todo mundo sabe mais ou menos como foi… ou escutou de um amigo, ou assistiu um dos filmes, ou é realmente um leitor de HQ (digo isso, pelo fato de também conhecer de hqs….)

    Agora, independente disso, o que o autor falou foi verdade. Nos vingadores você não precisa ser fã para entender.

Deixe um comentário