Como Kitty Pryde torna a viagem ao passado possível?

Primeiro você precisa entender como sua memória funciona. Memorizar é um processo de três passos: codificação, armazenamento e recuperação.

A codificação ocorre quando as sensações de uma experiência viajam até seu hipocampo que, junto ao seu córtex frontal, decide se vale a pena ser lembrada. Assim como o armazenamento, a codificação depende de pulsos elétricos e neurotransmissores. Quando esses dois elementos trabalham juntos, você tem sinapse entre seus neurônios, processando informações.
A recuperação depende de como você armazenou a informação. Basicamente, se utilizou pouco, virou memória de curto prazo, senão virou memória de longo prazo. Quanto mais utiliza uma informação, mais vezes a sinapse ocorre entre os mesmos neurônios e mais fácil fica de recuperar a informação

Agora que você relembrou dessa informação, vamos à resposta do título.

Kitty Pryde tem o poder de reestruturar a matéria em níveis atômicos, ou seja, ela pode ultrapassar objetos físicos e fazê-los atravessar outros. Esse fenômeno é conhecido como Tunelamento Quântico.
No filme “X-Men: Dias de Um Futuro Esquecido”, ela é capaz de mandar a consciência de alguém para uma memória passada. Portanto ela está retirando informações de sinapses recentes e “jogando” nas passadas, causado “viagem no tempo”. A recuperação da memória do futuro no passado só é possível porque Kitty não interrompe o envio.

Mas, na verdade, não há viagem ao passado. A memória só está sendo alterada. Novas informações são introduzidas na memória de longo prazo mudando sua interpretação, mas sem mudar a realidade de outras pessoas.

A viagem ao passado é impossível porque violaria a lei da causalidade, ou seja, um evento só ocorre por causa de outro. Mudar o passado destruiria completamente o que entendemos como realidade.
A viagem no tempo do filme só é possível através da Interpretação de Muitos Mundos da física quântica; da hipótese do Multiverso; ou do Universo da Totalidade Existencial.

Mas a Marvel vive do fantástico, por isso seu universo é divertido. Apenas suspenda sua descrença e aproveite o filme assim como você já fez em outra realidade 

Deixe seu comentário:

2 COMENTÁRIOS

  1. se, por acaso, ocorresse uma viagem no tempo, não viveríamos na realidade em que vivemos, porque a realidade é composta por escolhas que nos levam a determinado ponto, traçado de diversas possibilidades, cada uma dessas possibilidades levam a um caminho, e cada caminho é um traço do Universo Real. Se algum fator fizesse com que uma escolha passada fosse alterada, a realidade seria jogada em um outro caminho do Universo Real, e essa realidade em que vivemos seria apenas mais uma realidade paralela, assim como os outros caminhos estão paralelamente a nós no Universo, existindo assim um grande leque de possibilidades e caminhos alternativos inalteráveis.

    • mas teria como você recuperar a linha do tempo original,desfazendo suas escolhas que você fez quando mudou seu passado,tecnicamente não seria inalterável,mas talvez poderia nascer outras linhas do tempo ao desfazer seus erros do passado(não sei ao certo,já que ninguém nunca tentou)

Deixe um comentário